Every TI se torna signatária da plataforma dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs), da ONU Mulheres



A Every TI se tornou, esta semana, signatária da plataforma dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (conhecidos também pela sigla WEPs).

A plataforma WEPs foi criada em 2010 pela ONU Mulheres, entidade das Nações Unidas para o empoderamento das mulheres e meninas e igualdade de gênero, e pelo Pacto Global, maior rede de responsabilidade social mundial ligada as Nações Unidas. Hoje são mais de 230 empresas no Brasil e mais de 2300 ao redor do Mundo. Entre as empresas brasileiras signatárias temos nomes como a Ambev, Banco Bradesco, Banco Itaú, Caixa Econômica Federal, Dell, Laboratórios Sabin e Santander.

Empoderar mulheres e promover a equidade de gênero em todas as atividades sociais e da economia são garantias para o efetivo fortalecimento das economias, o impulsionamento dos negócios, a melhoria da qualidade de vida de mulheres, homens e crianças, e para o desenvolvimento sustentável.

Ciente do papel das empresas para o crescimento das economias e para o desenvolvimento humano, a ONU Mulheres e o Pacto Global criaram os Princípios de Empoderamento das Mulheres. Os Princípios são um conjunto de considerações que ajudam a comunidade empresarial a incorporar em seus negócios valores e práticas que visem à equidade de gênero e ao empoderamento de mulheres.

Conheça os sete Princípios de Empoderamento das Mulheres:

1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível;
2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação;
3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa;
4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres;
5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing;
6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social;
7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.


 

Nenhum comentário: