Governo abre seleção pública para escolher Diretor de Dados com salário de R$ 13,6 mil


A Secretaria de Governo Digital, do Ministério da Economia, anunciou hoje, 22, uma inovação na contratação de profissionais para cargos de confiança. Trata-se da abertura de seleção pública para o preenchimento da vaga de diretor do Departamento de Governança de Dados e Informações. 

Com salário R$ 13.623,39, o cargo é de Direção e Assessoramento Superior (DAS) no nível 5, o penúltimo na respectiva escala de remuneração desses postos, que são cobiçados por apadrinhados de políticos por não restringir o preenchimento deles por profissionais concursados. 

Poderão se inscrever até o dia 30 de outubro tanto servidores públicos efetivos como ocupantes de cargos de confiança de todas as esferas de governo, bem como profissionais da iniciativa privada e outras organizações. Os candidatos precisam ter experiência mínima de cinco anos em atividades de gestão em transformação digital ou tecnologia da informação.  Eles irão passar por etapas que incluem questionários sobre a experiência em gestão de equipes e conhecimentos específicos, além de gravação de vídeo com um estudo de caso e dinâmica de grupo. 

Entre outras atribuições, o escolhido será o responsável por gerir a implementação da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGDP), o compartilhamento de dados entre os órgãos do governo federal e a evolução do Cadastro Base do Cidadão, instituído por ato alvo de críticas de especialistas, o Decreto 10.046, publicado na semana passada. O novo diretor deverá cuidar da governança de dados, interoperabilidade de sistemas, análise de dados nas políticas setoriais, segurança da informação e proteção da privacidade do cidadão. 

Também o selecionado lidará de articulação com a Autoridade e Conselho Nacional de Proteção de Dados previstos na legislação e com regulamentação prevista para sair neste ano. 

Desburocratização 

“A transformação digital é um projeto prioritário para o governo. Hoje temos a metade dos serviços públicos do governo federal acessíveis pela internet. A esse objetivo, somamos a busca pela desburocratização. O cidadão não está satisfeito preenchendo as mesmas informações, repetidamente, para cada serviço público”, afirmou o secretário de Governo Digital, Luis Felipe Monteiro. 

Os critérios detalhados dessa seleção podem ser acessados no link. (Com a assessoria da Secretaria de Governo Digital)

Fonte: TeleSíntese | Portal de TeleComunicações, Internet e TICs

Nenhum comentário: